Cuidados com o Corpo, Estética e Boa Forma

Exercícios físicos ajudam a aumentar a fertilidade masculina

novembro 23, 2015

exercicios-fisicos-ajudam-a-aumentar-a-fertilidade-masculina

Você sabia que alguns tipos de atividade física podem melhorar, ou pelo menos proteger, a fertilidade masculina aumentando as chances de concepção de um casal? Revelou uma pesquisa feita na Universidade Harvard, nos Estados Unidos

Em um estudo realizado pela Universidade Harvard, homens que faziam exercícios ao ar livre ou musculação apresentaram uma maior concentração de espermatozoides no sêmen do que aqueles que não praticavam essas atividades. 

A contagem de esperma é uma medida da quantidade de espermatozoide por mililitro de sêmen. Quando esse número é superior a 39 milhões, considera-se que o homem é saudável; abaixo dos 15 milhões, que ele tem baixa contagem (oligospermia); e, menos do que 10 milhões, que é infértil.

Certos tipos de atividade parecem ser mais benéficos à fertilidade masculina do que outros. Os participantes que faziam ao menos uma hora e meia de exercícios ao ar livre, por exemplo, apresentaram uma contagem de esperma 42% maior do que os que praticavam atividades físicas em ambientes fechados. A exposição ao sol, acreditam os especialistas, pode contribuir de alguma forma com a fertilidade masculina, pois ajuda a aumentar os níveis de vitamina D no organismo.

Segundo o estudo, o benefício dos exercícios ao ar livre vale para todas as modalidades esportivas, exceto o ciclismo. Os pesquisadores descobriram que os voluntários que pedalavam durante uma hora e meia ou mais por semana tinham uma concentração de espermatozoides 34% menor do que os outros. O aumento da temperatura na região genital quando o homem está sentado em uma bicicleta pode ajudar a explicar esse dado.

Outro tipo de atividade física que parece contribuir com a fertilidade é a musculação. O estudo indicou que participantes que praticavam musculação por mais do que duas horas por semana tinham, em média, uma contagem de esperma 25% maior do que aqueles que não praticavam. “Levantar peso parece aumentar os níveis de testosterona e melhorar a sensibilidade à insulina, e esses dois fatores já foram associados a maiores concentrações de espermas”, diz Audrey Gaskins, pesquisadora da Faculdade de Saúde Pública de Harvard e uma das autoras do trabalho.

Fonte: VEJA

Saúde e Bem-estar

Como anda sua postura corporal no trabalho?

novembro 16, 2015

como-anda-sua-postura-corporal-no-trabalho

Orientações para evitar lesões nas costas

Existem certas orientações básicas sobre a postura que podem ajudá-lo a evitar dores ou lesões nas costas: 

•Faça uma descrição da função com base nos esforços presentes em um ambiente de trabalho específico, o tempo utilizado desempenhando a tarefa e a biomecânica (definição dos movimentos humanos) usados na tarefa. 

•Use a postura corporal como uma ferramenta que pode ser modificada para atender as demandas do cargo com um esforço mínimo dos músculos, ligamentos, ossos e articulações. Aprenda e use a mecânica corporal apropriada de forma a limitar o esforço mecânico extra para completar a tarefa. •Mantenha-se em forma e com flexibilidade e desenvolva uma força de reserva. 

Identificando a postura ruim e os riscos

Muitas situações potencialmente danosas que levam às lesões nas costas podem ser identificadas e evitadas se quatro regras práticas forem seguidas: 

1 – Postura estática prolongada é o inimigo. O corpo saudável só pode tolerar a permanência em uma única posição por cerca de 20 minutos. É por isso que permanecer sentado em um avião, na cadeira do escritório ou no cinema se torna desconfortável em pouco tempo. A permanência em um mesmo lugar, como num piso de concreto em uma linha de produção por longos períodos costuma causar dores nas costas. A permanência em uma mesma posição diminui lentamente a elasticidade dos tecidos moles (tendões e ligamentos musculares das costas). Assim, o esforço cria e causa desconforto na região das costas e/ou nas pernas. A solução é simples. Mude frequentemente de posição. Baste mover-se. Levante-se ou sente-se, alongue-se, faça uma breve caminhada. Ao retornar para a postura em pé ou sentada, use uma postura alternativa por alguns momentos e uma parte da elasticidade dos tecidos necessária para proteger as articulações retornará. 

2 – Alongamento frequente ou repetitivo na extensão máxima do movimento, posturas estranhas e angulares podem prejudicar as articulações. Funções que requerem movimento repetitivo frequente, levantamento de algo do solo, sobre a cabeça, movimentação de cargas pesadas ou uso de força rotacional ou torção enquanto segura algum material podem ocasionar lesões nas costas no futuro. 

3 – Cargas pesadas oferecem maior risco. Se o trabalho requer a movimentação de objetos pesados ou volumosos, é importante ter as ferramentas apropriadas ou solicitar ajuda. 

4 – Cansaço faz as pessoas se moverem de modo mais desajeitado. Se alguém estiver muito cansado ou se sentir exausto, é aconselhável evitar erguer objetos pesados sozinho ou de modo rápido. 

Se seguir essas regras práticas de ergonomia for um problema, você corre o risco de continuar ou agravar uma lesão nas costas.

Fonte: Vertebrata

Cirurgia Plástica, Cuidados com o Corpo

A procura cada vez maior de cirurgias plásticas entre os homens

novembro 9, 2015

a-estetica-tambem-preocupa-os-homens

A busca pelo corpo perfeito tem levado cada vez mais pessoas a clínicas de cirurgias plásticas. Um fator importante a ser observado nesse contexto, é a crescente procura pela cirurgia plástica estética pelos homens. A onda metrossexual, a longevidade conquistada pelos avanços da medicina moderna e a necessidade de ter uma aparência mais saudável no competitivo mercado de trabalho foram os principais responsáveis pelo aumento da frequência dos homens nos consultórios médicos. Estima-se que 40% das lipoaspirações realizadas atualmente do Brasil são feitas em homens, sendo esta atualmente a cirurgia plástica masculina mais realizada

Entre as cirurgias plásticas mais realizadas pelo público masculino destacam-se:

  • Lipoaspiração
  • Aumento Peniano
  • Protese Peniana 
  • Ginecomastia
  • Cirurgia de Palpebras
  • Cirurgia Orelha
  • Rinoplastia
  • Abdominoplastia
  • Bioplastia
  • Aumento do Bumbum

Além da cirurgia plástica, os homens costumam recorrer à medicina estética com os mesmos objetivos, sem necessitar alterar sua rotina e seu trabalho, sendo frequente o uso do botox, realização de peeling, bioplastia e outros tratamentos.

Fonte: Cirurgia Plástica

Cirurgia Plástica

O que esperar da cirurgia de Reconstrução de Mama?

outubro 30, 2015

o-que-esperar-da-cirurgia-de-reconstrucao

A reconstrução da mama é conseguida através de várias técnicas de cirurgia plástica que tentam restaurar a mama considerando-se a forma, a aparência e o tamanho após a mastectomia.

Resultados:

  • A mama reconstruída não terá a mesma sensibilidade que a mama que substitui,
  • As cicatrizes são visíveis e estarão sempre presentes na mama, seja após a reconstrução ou a mastectomia,
  • Algumas técnicas cirúrgicas irão deixar cicatrizes no local doador, geralmente localizadas em áreas menos expostas do corpo, como nas costas, no abdômen ou no glúteo.

 

Melhore a aparência com a reconstrução da mama

A reconstrução da mama é um procedimento física e emocionalmente gratificante para uma mulher que perdeu a mama devido ao câncer ou a outra situação. Uma nova mama pode melhorar radicalmente sua autoestima, autoconfiança e qualidade de vida. Embora a cirurgia possa lhe dar uma mama relativamente natural, a mama reconstruída nunca será igual a mama que foi removida.

Recuperação

Após a cirurgia utilizando retalhos e/ou inserção de um implante, gazes e fitas serão aplicados nas incisões. Uma cinta modeladora ou sutiã modelador irá minimizar o inchaço e sustentar a mama reconstruída. Um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue ou de fluido.

Você receberá instruções específicas, incluindo: Como cuidar de sua mama após a cirurgia, os medicamentos que deve tomar por via oral para ajudar a reduzir o risco de infecção, preocupações específicas a procurar no local da cirurgia ou em sua saúde geral, e como será o acompanhamento com o cirurgião plástico.

Fonte: Cirurgia Plástica

Saúde e Bem-estar

Benefícios da amamentação para a proteção contra o Câncer de Mama

outubro 23, 2015

beneficios-da-amamentacao-para-a-protecao-contra-o-cancer-de-mama

Você sabia que a amamentação ajuda a proteger contra o Câncer de Mama? Nós sabemos que há casos em que esse ato realmente não é possível, em função de alguma alteração ou distúrbio orgânico. Porém há alguns casos em que as mães escolhem não amamentar, por motivos diversos.

Para esse segundo grupo, apresentamos 6 benefícios perdidos com essa decisão:

1- Protege contra o câncer de mama: mulheres que amamentam por mais de seis meses têm menos chances de desenvolver a doença devido à substituição de tecido glandular por gordura nas mamas. Ou seja, a amamentação é uma proteção natural das mamas. 

2- Fortalece a imunidade dos bebês. O leite materno contém exatamente o que o bebê precisa receber. Desde o primeiro líquido chamado de colostro, que ajuda na formação do intestino da criança, impedindo doenças como icterícia,  até o segundo que é considerado leite maduro, por conter compostos que ele precisa para crescer e se desenvolver como: proteína, lactose, vitaminas, minerais, água, gordura. Sendo importante ressaltar que não existe leite fraco. Cada mãe produz o leite ideal para o seu filho.

3- Contato com a mãe: A amamentação tem papel importante no sistema nervoso da mãe, diminuindo o estresse. Além disso, o contato faz com que o bebê se sinta mais seguro e tranquilo, evitando o choro e a ansiedade.

4- Ajuda no desenvolvimento cognitivo do bebê: Um estudo feito com 12 mil bebês e publicado no The Journal of Pediatrics revelou que crianças amamentadas desenvolvem mais rapidamente o cérebro, apresentando melhor desempenho de vocabulário e raciocínio.

5- Ajuda a mãe a emagrecer: a mamãe volta ao peso normal com muito mais rapidez, pois perde até 800 calorias por dia,  e o seu útero volta ao tamanho normal, pois o ato ajuda no desprendimento da placenta.

6- Ajuda no crescimento de prematuros: O leite materno contém ômega 3, e ajuda no desenvolvimento e crescimento dos prematuros nos primeiros meses de vida.

Fonte: Instituto Se Toque